Crescendo no azeite embala encontro ibérico

As exportações do azeite produzido em solo nacional cresceram cerca de 24% no ano passado, face ao ano anterior, atingindo um valor na ordem das 134 mil toneladas, indicou hoje a Casa do Azeite, uma das perceiras do Encontro Ibérico que até domingo decorre em Abrantes.

“As exportações estão a crescer de forma continuada desde 2007, na altura com um total de 41 mil toneladas”, dissea secretária-geral da Casa do Azeite – Associação do Azeite de Portugal -, Mariana Matos, a propósito da realização do III Congresso Ibérico do Azeite, em Abrantes, entre sexta-feira e domingo.

Segundo a responsável, em 2013 o volume de exportações foi de 108 mil toneladas, tendo crescido para 134 mil toneladas em 2014.

O Congresso Ibérico do Azeite vai contar com a participação de produtores de ambos os lados da fronteira, e inclui um simpósio técnico onde serão debatidas questões como os mercados e as políticas alusivas ao azeite, num espaço de debate integrador de toda a cadeia de valor da fileira do azeite, desde a produção até ao consumidor final.

Durante os três dias do evento, decorrerá em simultâneo um Fórum, no Mercado Criativo, onde será possível encontrar diferentes espaços expositivos como o “DocaAzeite – Abrantes, uma mostra subordinada ao tema “O Azeite em Abrantes – 2000 anos de história”, ou a exposição e venda de azeites por produtores do concelho, além de produtos cosméticos e artesanato feitos com azeite.

No local estará ainda disponível um espaço gastronómico, onde se podem provar petiscos com azeite, e haverá ‘workshops’ sobre temas como “O Olival lá de casa – técnicas de poda de oliveira”, “Produção de Sabonetes com Azeite”, ou “Cursos de Iniciação e Avançado à Prova de Azeite”.