Ex Aequo 2011 no “Best of 2015” de Mark Squires com 95 pontos

Os vinhos da Quinta do Monte d’Oiro foram aprovados com distinção pela Wine Advocate de Robert Parker, o mais influente e exigente crítico de vinhos do mundo, que destacou o Ex Aequo 2011 no seu Best of 2015, ao atribuir-lhe uns expressivos 95 pontos, que o posicionam num patamar de elite mundial dos vinhos.

Mark Squires, o provador responsável pelos vinhos portugueses nesta publicação, atribuiu elevadas pontuações a um conjunto alargado de vinhos da Quinta do Monte d’Oiro, reconhecendo desta forma todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no projecto, onde são evidentes o rigoroso cumprimento dos protocolos de vinificação, o controlo das maturações, o sacrifício da quantidade face à qualidade e a paixão do seu produtor.

Para além do grande triunfo do Ex Aequo 2011, que beneficiou dos rasgados elogios de Mark Squires – na crítica do provador oficial, pode ler-se ”é um dos melhores vinhos portugueses produzidos com Syrah”- o Quinta do Monte d’Oiro Reserva 2011 conquistou 94 pontos, ganhando um ponto relativamente às duas colheitas anteriores, que haviam alcançado a já excepcional pontuação de 93 pontos.

O tinto Quinta do Monte d’Oiro Lybra 2012, vinho de entrada do produtor, entrou directamente para a gama da excelência ao serem-lhe atribuídos 90 pontos. A colheita de 2009 viu a sua anterior classificação revista em alta para 90 pontos, o que vem comprovar a sua extraordinária capacidade de evolução em garrafa, uma mais-valia aportada pelo terroir único desta quinta de Alenquer.

Localizada na região de Lisboa, a Quinta do Monte d’Oiro é uma referência na produção de vinhos notáveis desde o séc. XVII. Em 1986 foi adquirida pelo conaisseur gastronómico José Bento dos Santos, que replantou as suas melhores parcelas com as castas mais adequadas para se adaptaram aos seus desígnios de elaborar vinhos de alto gabarito.

Pode consultar as classificações aqui.