‘Passagem’ lança novidades no ano em que celebra uma década

Assinala-se este ano uma década desde a criação do projecto de vinhos do Douro Superior ‘Passagem’. Para além das novas colheitas de branco e tinto, ambos Reserva, 2015 fica marcado pelo lançamento do primeiro Porto com esta assinatura, um marcante Vintage de 2011.

‘Passagem Reserva branco 2014’ e ‘Passagem Reserva tinto 2013’ estão agora a chegar ao mercado, juntando-se assim ao ‘Passagem Porto Vintage 2011’. E assim se completa uma trilogia de néctares, cujo nome é homónimo ao da festiva data que se avizinha, a “Passagem de Ano”. Ideais para celebrar à mesa, brindando ao novo ano!

De uma forma geral, os vinhos que nascem na sub-região do Douro Superior caracterizam-se por serem frutados, aromáticos e expressivos. Assumidamente de terroir, os ‘Passagem’ são expressivos, directos e elegantes q.b..

A filosofia do enólogo Jorge Moreira passa por analisar a vinha, captando o seu potencial, e a partir daí desenhar vinhos com um estilo próprio tirando o maior partido do que as uvas têm para dar.

Embora mantendo a linha de brancos com uma boa acidez, estrutura e mineralidade, a colheita de 2014 imprimiu ao ‘Passagem Reserva branco’ algumas nuances de novidade: é um vinho mais leve, aromático e fresco.

Feito com uvas de Vinhas Velhas, plantadas a 400 metros, que fermentaram parcialmente com película – o que lhe confere estrutura e densidade de boca –, é um branco “sério” e de guarda, bastante rico na boca mas também aromático e cheio de sabores. Esta combinação torna-o muito versátil; é por iss de combinação fácil no Verão e no Inverno. Foram produzidas apenas 2.000 garrafas, estando à venda com um preço recomendado de €9,50.

O ‘Passagem Reserva tinto 2013’ revela a exuberância e intensidade típica do Douro Superior; um vinho jovem que ainda vai ganhar complexidade e que apresenta frescas e originais notas apimentadas e a hortelã. Cheio de energia e sabores, é evidente a bergamota tão característica da Touriga Nacional, que assume o papel principal neste blend ao qual se juntam a Touriga Franca (25%) e o Sousão (5%). Na boca é sério e estruturado, estando ainda a dar os primeiros passos no seu longevo percurso. Um “diamante por lapidar” que chega aos consumidor por €12,00 (preço de venda ao público recomendado).

É unânime que 2011 foi um ano fabuloso no Douro, com todas as Casas Produtoras de Vinho do Porto a declararem ano Vintage. Os Porto Vintage 2011 vão, provavelmente, ser considerados os melhores de sempre, durante muitos anos.

Portanto, um bom presságio para a estreia de um Porto ‘Passagem’, chegado este ano ao mercado, em garrafas de 500ml e 750ml. Estamos perante um Porto muito aromático e dominado por notas florais herbáceas e cereja preta, com um toque de especiarias. Um Vintage com sabor intenso e sedutor, onde se realça o equilíbrio e a elegância quando degustado. Vibrante e com um final de boca prolongado. O ‘Passagem Porto Vintage 2011’ está pronto para ser apreciado já, mas que vai certamente envelhecer muito bem.