Quinta da Lapa assinala 500 anos de Santa Teresa d’Ávila com um vinho topo de gama

A Quinta da Lapa, produtor de vinhos no concelho da Azambuja, acaba de lançar o Homenagem a Santa Teresa d’Ávila Reserva 2013, um novo vinho que surge no ano em que se celebram os 500 anos do seu nascimento.

Produzido a partir de uvas seleccionadas das castas Syrah, Touriga Nacional, Merlot e Cabernet Sauvignon, a Homenagem a Santa Teresa d’Ávila tem notas de madeira, taninos firmes e uma equilibrada acidez.

Foram produzidas cerca de 5000 garrafas e o rótulo ilustra o poema de Santa Teresa patente no registo inaugural da casa.

Uma localização extraordinária

A Quinta da Lapa foi fundada em 1733, numa localização única, nas melhores terras escolhidas, entre as férteis colinas a leste da serra de Montejunto numa zona que faz hoje parte da região vitivinícola do Tejo, uma das denominações mais dinâmicas e promissoras do panorama vinícola português.

D. Lourenço de Almeida, o seu fundador e impulsionador, era um homem da nobreza cheio de poder e influência – membro do Conselho de Estado, anteriormente governador dos estados de Pernambuco e Minas Gerais no auge do garimpo de ouro que tanta riqueza arrecadou para a Coroa Portuguesa. Com a sua visão empreendedora projectou fornecer a então próspera e animada cidade de Lisboa com vinhos de grande qualidade. Para tal, edificou no topo de uma elevação na sua vasta propriedade, uma casa nobre com a sua capela, dependências agrícolas e uma adega.

Um terroir único

O seu terroir único confere aos vinhos Quinta da Lapa uma personalidade que os diferencia pela sua grande frescura e potencial de envelhecimento. Em 1989, com a actual família proprietária, a Quinta foi totalmente remodelada e modernizada com uma nova adega, as vinhas replantadas com castas tradicionais autóctones como as tintas Castelão, Aragonês, Trincadeira e Touriga Nacional ou as brancas Arinto e a rara Tamarez. Foram também seleccionadas as melhores castas internacionais como a Syrah, Cabernet Sauvignon ou o Merlot.

Anos mais tarde, restaurou a casa datada de 1756, adaptando-a para receber hóspedes num ambiente confortável e luxuoso, preservando a traça antiga e a riqueza patrimonial, nomeadamente a capela e o rico painel de azulejos alusivo a N.S. da Conceição da Lapa.

Como corolário de todo este aturado trabalho, os vinhos da Quinta da Lapa vêm ganhando destaque e reconhecimento nos últimos anos conquistando prémios nacionais e internacionais. Em 2010, no Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados, o Quinta da Lapa Reserva 2008, foi considerado o melhor vinho do concurso, e galardoado com uma medalha Prestigio.

A empresa exporta vinhos para os mercados norte-americano, Angola, Alemanha, Bélgica, Republica Checa, Letónia, China, Taiwan e Japão, entre outros. A produção anual ronda aproximadamente 200 mil garrafas.

IMG_0229